ALMA IMORAL – NILTON BONDER

ALMA IMORAL – NILTON BONDER

Um livro de uma leitura adiada, e que a quarentena me proporcionou a oportunidade de, enfim, lê-lo.

De uma leitura fundamental, pois, em linhas bem gerais, aborda os avanços da sociedade, em função da dualidade corpo e alma, lei e transgressão.

É importante uma leitura lenta, digerindo os conceitos, principalmente quando ele explica e exemplifica, quando a transgressão (ou traição) pode agregar valor ao indivíduo e à sociedade.

Olhando a evolução do mundo – e a nossa em particular –  temos a percepção que este conceito, tão esmiuçado pelo escritor, faz todo sentido.

Alguns excertos, para aguçar a vontade de leitura…

“Se em teoria, o caminho do meio nos parece mais equilibrado e maduro, em termos de alma, o rabino de Kotzk tem razão – qual é o ser humano que profundamente mobilizado por uma intenção e sedento pelo sagrado, pode deixar de ser passional e extremista?”

“O rabi Bunan adverte que os “pecados” que um indivíduo comete não são o maior crime cometido por ele. O verdadeiro grande crime do ser humano é que ele pode dar-se “uma simples volta” a qualquer momento, mas não o faz”.

Repito, que o livro demanda uma leitura lenta e reflexiva. Sem preconceitos e principalmente compreendendo bem o que é transgressão. Ao acabar de lê-lo, não estaremos iguais.

Boa leitura. Recomendo.

 

Renato Leal

Setúbal, 21jun2020

 

Escrevo, não para convencer ninguém, mas sim porque gosto, me ajuda a pensar, a organizar as minhas ideias e opiniões e internalizá-las. Não escrevo porque acho que estou certo e muito menos por pretensões literárias. Apenas quero uma referência para fazer crescer as minhas convicções, ou para saber quando, e porque, mudo de opinião. Para tentar visualizar o futuro e olhar para trás com consistência e visão crítica.

Escrevo também, para que aqueles que discordam das minhas opiniões tenham mais uma oportunidade para pensar e ter convicções sobre o que pensa. Ou não. E para os que concordem, saibam que não estão sós no mundo.

E, finalmente, lembro que quem escreve é refém do momento, das informações que dispõe, e de como é e pensa, neste mesmo momento.

Renato Leal

Graduado e Pós-Graduado pela Fundação Getúlio Vargas em São Paulo, é especialista em Marketing, Estratégia, Modelagem e Estruturação de Negócios, no Brasil e em Portugal, através da B4-Business Solution. Foi professor de Estratégia e Marketing da Universidade de Pernambuco. Luso-brasileiro, vive em Portugal desde 1996. De lá para cá, percorreu cada canto do país, conhecendo e vivenciando tudo aquilo que Portugal oferece de melhor. É apaixonado por este país de uma dimensão cultural muito maior que o seu tamanho geográfico e populacional. É co-fundador e gestor do PortugalSim.

Deixar uma resposta