Arroz de polvo

ARROZ DE POLVO

Ingredientes

1 kg de polvo limpo

1 cebola inteira descascada para por no cozimento do polvo

1 ramo de tomilho

½ colher de chá de noz moscada

3 folhas de Louro

1 copo de arroz Carolino (preferencial)

½ cebola para o arroz

Azeite

½ lata de tomate aos pedaços

½ molho de coentros (ou salsa)

100 ml de vinho tinto

 

Preparação

Por o polvo juntamente com um pouco dágua – sem cobrir totalmente o polvo – e 1 cebola inteira, 1 ramo de tomilho a noz moscada e as folhas de louro na panela de pressão. Deixar por 10 a 15 minutos após a panela começar a liberar a pressão. Retirar, reservar o polvo e a água remanescente.

Cortar a cebola, por azeite, dourar a cebola e colocar o arroz já lavado para uma primeira passagem, colocando o polvo a seguir, juntamente com a água reservada (1 copo e meio) e tomate em pedaços, e o vinho tinto.

Tampar a panela até o arroz ficar pronto. Aí já pode misturar o coentro e levar na própria panela à mesa.

 

Onde servir

Recomendo que vá a mesa na panela, pois vamos nos servindo aos poucos, sempre quentinho. Num prato normal ou numa tigela individual de cerâmica, que fica com mais charme

 

Acompanhamento

O prato por sí não pede acompanhamento

 

Bebida

Vinho branco bem gelado ou um tinto, dependendo do clima.

 

Contextualização

Aprendi a fazê-lo há muitos anos e fazia parte dos meus pratos de cozinha rápida. O polvo pode já estar feito e congelado, juntamente com o caldo (este em um pote separado) o que acelera bastante a sua preparação. Desta forma, fica pronto no mesmo tempo de um simples arroz. Voltei a fazê-lo ontem, 30 de Outubro de 2015….Continua bom. Não perdi a mão.

 

Sobremesa

Algo doce, para cortar o sabor do polvo

RL

Renato 01B

Graduado e Pós-Graduado pela Fundação Getúlio Vargas em São Paulo, é especialista em Marketing, Estratégia, Modelagem e Estruturação de Negócios, no Brasil e em Portugal, através da B4-Business Solution. Foi professor de Estratégia e Marketing da Universidade de Pernambuco. Luso-brasileiro, vive em Portugal desde 1996. De lá para cá, percorreu cada canto do país, conhecendo e vivenciando tudo aquilo que Portugal oferece de melhor. É apaixonado por este país de uma dimensão cultural muito maior que o seu tamanho geográfico e populacional. É co-fundador e gestor do PortugalSim.

Deixar uma resposta