Exposição de M.C.Escher, no Museu de Arte Popular de Lisboa

Exposição de M.C.Escher, no Museu de Arte Popular de Lisboa

É daquelas exposições que não dá para se perder.

São mais de 200 obras – predominantemente xilogravuras e litografias – deste maravilhoso artista que levou a sua arte às mais variadas aplicações.

Nascido em 1898, foi no século XX a sua consagração de artista. Sua influência, citada acima, vai dos Simpsons, aos filmes Labyrint e Inception, a Harry Potter, Pink Floyd, na indústria da moda e até nos anúncios do IKEA.

Sua obra tem forte inspiração e relação com a matemática e tem a ver com a estrutura musical – talvez até uma representação – da música de Bach. Como também recebe uma forte influência dos tempos em que viveu na Itália e nas visitas ao sul da Espanha.

Aberta ao público em novembro do ano passado, esta exposição seguirá até 27 de maio de 2018, o preço base é 11,00 euros, com algumas possibilidades mais em conta.

A curadoria ficou a cargo de Mark Veldhusysen e Federico Gindiceandrea.

Local: Museu de arte Popular de Lisboa, entre o Tejo e o Centro Cultural de Belém.

 

RL

Aldeia do Penedo,  Sintra, Portugal

Foto: Obra de Escher (uma das que mais me tocou)

Graduado e Pós-Graduado pela Fundação Getúlio Vargas em São Paulo, é especialista em Marketing, Estratégia, Modelagem e Estruturação de Negócios, no Brasil e em Portugal, através da B4-Business Solution. Foi professor de Estratégia e Marketing da Universidade de Pernambuco. Luso-brasileiro, vive em Portugal desde 1996. De lá para cá, percorreu cada canto do país, conhecendo e vivenciando tudo aquilo que Portugal oferece de melhor. É apaixonado por este país de uma dimensão cultural muito maior que o seu tamanho geográfico e populacional. É co-fundador e gestor do PortugalSim.

Deixar uma resposta