Vamos olhar para o que está correndo bem?

“Por mais que eu procure fatos e circunstâncias negativas na minha vida – e olha que perdi meu pai  e eu ainda não havia feito 5 anos, só como exemplo – o saldo do que foi positivo, maravilhoso, encantador, divertido, amoroso, compartilhado, verdadeiro e apaixonado é infinitamente maior. É isto que me faz ter fé na vida. E quando penso na maioria das pessoas, estou seguro que com elas também foi e continua sendo assim.

Refletindo sobre isto, é claro que me saltou à mente a indagação: por que há tanta gente que veste a roupa da infelicidade e da amargura – vivendo em ciclos infindáveis de depressão –  em torno de nós?”

Livre pensar…

RL

Graduado e Pós-Graduado pela Fundação Getúlio Vargas em São Paulo, é especialista em Marketing, Estratégia, Modelagem e Estruturação de Negócios, no Brasil e em Portugal, através da B4-Business Solution. Foi professor de Estratégia e Marketing da Universidade de Pernambuco. Luso-brasileiro, vive em Portugal desde 1996. De lá para cá, percorreu cada canto do país, conhecendo e vivenciando tudo aquilo que Portugal oferece de melhor. É apaixonado por este país de uma dimensão cultural muito maior que o seu tamanho geográfico e populacional. É co-fundador e gestor do PortugalSim.

4 thoughts on “Vamos olhar para o que está correndo bem?

  1. Meu filho perdeu a audição no auge de sua vida… Desesperou-se, assim como eu.
    Um dia ao observar um cego disse: eu sem audição estou desesperado…pior seria se tivesse sido a visão!…
    Acalmou o meu coração.

  2. Sim,maravilhosa reflexao, para o nosso final de semana.Tenho em mente,gravado um conselho de Jeremias( livro de Lamentacoes)onde ele escreve:”Quero trazer a memoria,o que me da Esperanca”…assim R.L…..estamos olhando, para o que esta correndo bem…..e estamos com pensamentos em harmomia…

  3. Tudo depende da direção do nosso olhar.
    Já tive grandes perdas e nunca fidelizei a tristeza em minha vida.
    Lamentável é ver pessoas que não têm a capacidade de se alimentarem com pensamentos e práticas positivas. Pouco têm essa percepção.
    As resultantes que causam depressão são diversas, entre elas, o desafeto por si próprio.

Deixar uma resposta